7 Métodos Diferentes para Remover Ervas Daninhas do Seu Jardim

Você está visualizando atualmente 7 Métodos Diferentes para Remover Ervas Daninhas do Seu Jardim

As ervas daninhas competem com as plantas do jardim, reduzindo sua produtividade, abrigando pragas e sugando os nutrientes do solo. Algumas espécies de ervas daninhas se reproduzem rapidamente por sementes, enquanto outras se espalham por rizomas subterrâneos. Remover ervas daninhas é importante para obter colheitas robustas e manter a saúde do seu jardim, mas não precisa ser uma tarefa terrível e exaustiva, nem requer herbicidas químicos.

Esses métodos de remoção de ervas daninhas são seguros e eficientes, economizando tempo, energia e dinheiro sem prejudicar o solo ou as culturas do jardim. Alguns deles são passivos, funcionando enquanto você dorme ou passa o inverno dentro de casa. Outros exigem trabalho manual, mas são mais ergonômicos do que se curvar.

Vamos explorar os melhores métodos de remoção de ervas daninhas para jardineiros orgânicos ocupados.

Qual o Melhor Método de Remover Ervas Daninhas?

Suprima ervas daninhas naturalmente com técnicas de capina, cobertura morta e uso de lonas.

A maneira mais eficiente e natural de remover ervas daninhas de um jardim é usar uma enxada ou cortador de grama e, em seguida, aplicar cobertura morta ou uma lona. Cortar as ervas daninhas perto da base do solo dificulta seu crescimento novamente. Depois, você pode espalhar uma camada profunda de cobertura morta biodegradável que naturalmente sufoca e suprime as ervas daninhas. Materiais como palha, folhas, lascas de madeira, jornal, papelão (sem fita) ou composto enriquecem o solo enquanto evitam a germinação e o crescimento de espécies daninhas. Isso funciona melhor para canteiros que já estão plantados.

As sementes de ervas daninhas não conseguem acessar a luz solar sob uma camada profunda de cobertura morta. Para infestações mais intensas ou para estabelecer canteiros de jardim na grama, você pode usar um cortador de grama na configuração mais baixa e, em seguida, colocar uma lona de silagem resistente e pesá-la com sacos de areia ou pedras. A lona sufoca as ervas daninhas ainda mais rapidamente do que a cobertura morta e pode ser deixada no lugar por várias semanas para bloquear a luz solar da superfície do canteiro. Quando você retirar a lona, o solo deve estar limpo, livre de ervas daninhas e pronto para plantar. Isso funciona melhor para áreas onde não há culturas atualmente crescendo.

7 Métodos Mais Eficientes de Remover Ervas Daninhas

Arrancar ervas daninhas manualmente pode ser muito frustrante e demorado, mas usar um rototiller ou arado pode ser muito agressivo para o solo. Além disso, algumas formas de remoção de ervas daninhas (como a lavoura) podem, na verdade, criar mais problemas com ervas daninhas a longo prazo, pois espalham sementes e rizomas de ervas daninhas perenes pelo seu jardim.

Depois de mais de cinco anos de cultivo orgânico em escala comercial, aqui estão os melhores métodos de remoção de ervas daninhas que descobri para eficiência a curto prazo e prevenção a longo prazo.

Uso de Lonas

Sufoque ervas daninhas sem esforço com ocultação usando lonas de silagem resistentes.

Melhor Para: Iniciar novos canteiros ou limpar passivamente grandes áreas não plantadas

O uso de lonas, ou ocultação, é o método mais rápido e fácil para remover ervas daninhas de uma grande área que não está plantada com culturas ou ornamentais. Uma lona de silagem é uma lona agrícola resistente projetada para esse fim. Ela funciona bloqueando toda a luz solar, sufocando assim qualquer planta que cresça abaixo dela. Este é um método muito popular na jardinagem sem lavoura e sem escavação.

Depois de colocar a lona no lugar, você pode seguir com seu dia sem mais esforço. Este método é incrível para o outono e inverno, quando você não está fazendo muito mais no seu quintal. Enquanto você se senta ao lado do fogo com um chá quente, você está tecnicamente realizando o trabalho de remoção de ervas daninhas.

Por exemplo, se você quiser começar um novo canteiro de jardim em um quintal cheio de grama e ervas daninhas, uma lona seria o método mais eficiente. Este método funciona melhor no outono, para que a lona possa cobrir o solo durante o inverno, mas você pode usá-lo em qualquer época do ano.

Comece usando um cortador de grama na configuração mais baixa para cortar as plantas o mais próximo possível do solo. Você não precisa remover os resíduos, a menos que haja muitas ervas daninhas perenes agressivas como cardos ou capim-quicuyo. Depois de remover esses culpados, desdobre sua lona de silagem e use duas pessoas para puxar cada canto para o lado. Espalhe a lona sobre toda a área e pese as bordas com sacos de areia, tijolos ou pedras lisas.

Se você mora em um clima frio, coloque o lado preto da lona para cima para promover o aquecimento do solo na primavera. O aquecimento do solo também ajuda a matar as sementes de ervas daninhas. Se você mora em um clima quente, pode manter o lado branco para cima para evitar que o solo superaqueça e mate microrganismos benéficos.

Capina com Enxada

Corte eficientemente as ervas daninhas com seu tipo favorito de enxada.

Melhor Para: Remover ervas daninhas jovens de fileiras pequenas a médias enquanto está de pé

Existem muitos tipos de enxadas de jardim, incluindo enxadas de estribo (também chamadas de enxadas de hula), enxadas de corte, enxadas de cebola, enxadas colineares e enxadas de garfo. Elas funcionam principalmente com o mesmo princípio: uma borda afiada corta as plantas daninhas na base de seus caules. As enxadas de estribo são minhas favoritas pessoais porque operam em uma dobradiça que se move para frente e para trás, permitindo que você corte e remova completamente qualquer erva daninha que cresça em seus canteiros.

O cabo longo de uma enxada garante que você possa trabalhar enquanto está de pé, eliminando a curvatura exaustiva que torna a capina manual tão difícil. Ainda assim, pode levar um pouco de tempo. A capina com enxada funciona melhor se você pegar a ferramenta e fazer uma varredura rápida em todo o seu jardim uma ou duas vezes por semana. Se você conseguir pegar as ervas daninhas no estágio de “fio de feijão” (quando as mudas de ervas daninhas têm caules finos e brancos), seus esforços de capina serão extremamente bem-sucedidos!

A principal desvantagem da capina com enxada é a possível perturbação do solo. Você não quer agitar a enxada agressivamente pelo solo. Caso contrário, terá impactos semelhantes aos da lavoura. Se a enxada for muito profunda ou agitar a superfície do solo com muita força, pode perturbar a estrutura do solo e prejudicar micróbios benéficos. Também pode trazer novas sementes de ervas daninhas para a superfície ou espalhar ervas daninhas perenes. Mas, quando usada corretamente, uma enxada causa muito pouco dano ao solo.

A maioria das pessoas não percebe que precisa afiar suas enxadas. Uma enxada afiada cortará as ervas daninhas rapidamente, para que você não precise perturbar tanto o solo. Você também precisa ter cuidado para não chegar muito perto das suas culturas. Caso contrário, você pode cortar os caules das suas plantas ou remover acidentalmente mudas que pretendia manter.

Cobertura de Culturas

Previna ervas daninhas com uma camada de cobertura orgânica ao redor das plantas.

Melhor Para: Canteiros de vegetais e ornamentais com culturas já crescendo neles

Espalhar cobertura morta ao redor de suas culturas de vegetais ou plantas ornamentais é uma excelente tática de capina. No entanto, só funciona se você primeiro cortar ou remover qualquer erva daninha que esteja crescendo atualmente no canteiro. Você não pode simplesmente espalhar cobertura morta sobre ervas daninhas de 30 cm de altura e esperar que elas morram. Mas, se as ervas daninhas ainda estiverem pequenas, uma camada de dois a quatro polegadas de palha ou folhas pode efetivamente matá-las e suprimir o crescimento futuro.

Você pode usar a mesma tática mencionada acima antes de espalhar a cobertura morta—arrancar manualmente ou usar uma enxada para remover as ervas daninhas e, em seguida, aplicar a cobertura. Para caminhos e canteiros ornamentais maiores, corte a área e, em seguida, espalhe o material com carrinhos de mão e ancinhos. Pode levar um pouco de tempo no início, mas criará resultados duradouros. Você só precisa reaplicar a cobertura uma vez por ano, de preferência no outono.

Ao contrário da cobertura plástica ou tecido de paisagismo, as coberturas orgânicas biodegradáveis se decompõem no solo e o enriquecem com nutrientes e minerais à medida que se decompõem. As melhores coberturas orgânicas incluem:

Palha: Melhor para culturas de longa temporada como morangos, abóboras e tomates
Folhas Trituradas: Ótimas para canteiros anuais ou perenes
Lascas de Madeira: Melhor para canteiros perenes e caminhos
Agulhas de Pinheiro: Ideal para mirtilos, rododendros e plantas que gostam de solo ácido

Ao espalhar cobertura morta ao redor de canteiros que já estão plantados, tome cuidado para não colocar o material perto dos caules das plantas ou troncos de árvores. Você deve deixar um anel de espaço de dois a seis polegadas ao redor da base de cada planta, dependendo do seu tamanho. Isso evita que a umidade e patógenos causadores de podridão cresçam perto do caule da planta.

Cobertura com Jornais

Aproveite o poder da cobertura com jornais para suprimir ervas daninhas naturalmente.

Melhor Para: Iniciar um novo canteiro de jardim ou estabelecer caminhos

Se você tem acesso a um monte de jornais ou papelão, a cobertura com jornais é uma maneira incrível de sufocar ervas daninhas enquanto constrói o solo, conserva a umidade e promove a vida do solo, como minhocas e fungos benéficos.

Produtos de polpa de papel são, afinal, feitos de árvores e contêm muitos dos mesmos compostos que lascas de madeira. A maioria dos jornais e rótulos de papelão são impressos com tintas à base de soja que são biodegradáveis. Desde que não haja fita adesiva ou páginas de alto brilho, o material se decomporá naturalmente ao longo do tempo.

Simplesmente corte a área desejada e comece a sobrepor as folhas por cima. Sobreponha as bordas para que nada possa passar. Use uma mangueira para molhar o papel conforme você avança, para que nada voe. Você também pode adicionar uma camada de composto, terra vegetal ou uma das opções de cobertura listadas acima. Isso garantirá que as folhas estejam bem pesadas e as ervas daninhas bem enterradas.

Este método é ótimo para estabelecer um novo lote sobre grama ou solo com ervas daninhas. Seria particularmente benéfico se você usasse o método de lonas durante o inverno e depois cobrisse toda a área com jornais na primavera antes de construir seus canteiros de jardim. A cobertura com jornais literalmente cria uma camada de proteção contra ervas daninhas na superfície do solo. As ervas daninhas não podem fotossintetizar ou germinar sob o papel grosso.

A cobertura com jornais também funciona muito bem para caminhos. Quando se trata de remoção de ervas daninhas, muitas pessoas negligenciam os caminhos entre os canteiros. Mas os caminhos são frequentemente o lugar onde as ervas daninhas produzem sementes e as gramíneas saem do controle, permitindo que mais ervas daninhas invadam seus canteiros de cultivo.

Lembre-se de remover toda a fita adesiva do papelão antes de aplicá-lo!

Capina com Chama

Controle ervas daninhas sem esforço com técnicas de capina com chama direcionada.

Melhor Para: Ervas daninhas pequenas e jovens (menos de 10 cm) e canteiros de sementes como cenouras

A capina com chama, ou capina com maçarico, envolve o uso de um maçarico de propano para queimar muitas ervas daninhas pequenas antes que elas se estabeleçam. É um método fácil de remoção de ervas daninhas para áreas com solo nu que você não quer perturbar. No mundo da agricultura orgânica, é frequentemente usado para criar um “canteiro de sementes estagnado” para culturas como cenouras, que demoram a germinar.

A técnica do canteiro de sementes estagnado permite que uma cultura germine no solo “mais limpo” possível, livre de ervas daninhas. Por exemplo, um canteiro é limpo e semeado com cenouras. Você semeia uma semente de rabanete no final da fileira. Quando o rabanete germina, você pode trazer o maçarico e queimar toda a superfície do solo, matando qualquer erva daninha recém-germinada antes que as cenouras brotem. Esta técnica inteligente garante que suas cenouras tenham a maior chance de sobrevivência.

Ao contrário da crença popular, a capina com chama não significa incendiar um grande campo de ervas daninhas. Este método é eficaz apenas em ervas daninhas pequenas que acabaram de germinar ou estão prestes a germinar. Não tente capinar com chama plantas maiores que 10 cm de altura.

A capina com chama é uma técnica de remoção de ervas daninhas mais avançada que só é necessária para jardineiros sérios. Economize o propano e os riscos se você tiver uma área pequena. Você pode facilmente capinar manualmente ou com uma ferramenta. Não use capina com chama em áreas secas com proibição de queimadas ou riscos de incêndio. Evite queimar qualquer área de jardim próxima a gramíneas altas ou materiais secos e inflamáveis.

Arrancamento Manual

Precisão e cuidado definem a arte de arrancar ervas daninhas manualmente.

Melhor Para: Ervas daninhas com raiz pivotante, capina perto de plantas jovens ou arrancar ervas daninhas que estão crescendo perto de suas culturas

Arrancar ervas daninhas manualmente é a forma menos popular, mas mais intrincada de capina. Nenhuma ferramenta, lona, cobertura ou maçarico pode selecionar as plantas certas para arrancar como os olhos humanos podem. Se você tem ervas daninhas crescendo muito perto de suas culturas, ou se as culturas são muito jovens, arrancar manualmente é muitas vezes a única opção para remover ervas daninhas sem danificar suas plantas.

Este método também é importante para ervas daninhas perenes com raízes pivotantes. Por exemplo, uma erva daninha perene como a corda-de-viola, o dente-de-leão ou a azeda tem uma raiz pivotante profunda abaixo do solo com muita energia armazenada. Se você cortar as folhas da erva daninha acima da superfície do solo usando uma enxada ou cortador de grama, a erva daninha pode facilmente crescer novamente dentro de algumas semanas porque a raiz pivotante ainda está no lugar. Arrancar manualmente é necessário para puxar toda a raiz pivotante para que ela não continue proliferando.

Facilite o arrancamento manual usando uma espátula ou faca hori hori para alavancar as raízes do solo. Ao arrancar ervas daninhas de perto de uma cultura ou novo transplante, use uma mão para segurar sua planta desejada no lugar enquanto puxa suavemente a planta indesejada pela base. É importante apoiar suas culturas para que você não as arranque acidentalmente durante sua busca para remover ervas daninhas próximas.

Uso de Rototiller

O uso de rototiller pode espalhar ervas daninhas perenes, prejudicando a saúde do solo.

Melhor Para: Ervas daninhas anuais e grandes áreas

Um rototiller ou arado é a forma mais reconhecível de capina usada por agricultores em grande escala. Rototillers de tamanho de jardim podem ser úteis para limpar grandes áreas de uma vez, mas vêm com muitas desvantagens importantes. A lavoura é basicamente agitar o solo, o que, claro, mata qualquer erva daninha que esteja crescendo lá. As ervas daninhas são cortadas e giradas até se decompor de volta no solo.

Isso pode ser útil para ervas daninhas anuais, desde que não haja cabeças de sementes nelas. Em geral, você não quer deixar nenhuma erva daninha produzir sementes no seu jardim. Se você usar um rototiller em um canteiro cheio de ervas daninhas