13 Dicas para os Tomates Mais Doces e Saborosos em Português

Você está visualizando atualmente 13 Dicas para os Tomates Mais Doces e Saborosos em Português

Como Cultivar os Tomates Mais Doces?

Os tomates mais doces são amadurecidos na videira, apreciados em temperatura ambiente e cultivados a partir de plantas saudáveis. A concentração de açúcares e sabores na fruta resulta, em última instância, de como você trata a planta.

As plantas de tomate saudáveis requerem luz solar total, umidade consistente e fertilizante equilibrado para prosperar. Certifique-se de escolher a melhor variedade para suas preferências culinárias e dedique tempo para cuidar do seu jardim para obter os rendimentos mais prolíficos e deliciosos.

13 Dicas para Tomates Doces e Saborosos

Quando você é um jardineiro iniciante, às vezes seus vegetais cultivados em casa não conseguem competir com a qualidade dos comprados em lojas. Mas os tomates são quase sempre a exceção! É de conhecimento comum que os tomates de supermercado geralmente deixam a desejar no sabor. Eles são colhidos verdes, expostos ao gás etileno durante o armazenamento e transportados por milhares de quilômetros antes de chegarem às prateleiras do supermercado. Eles podem ter a aparência e a textura de um tomate, mas seu aroma, doçura e sabor podem estar completamente ausentes.

As pessoas vão aos mercados de agricultores e barracas de jardim para desfrutar de tomates cultivados em casa, pois são ricos em sabor, doçura e profundidade. Contrariamente à crença popular, essa grande diferença de sabor não é atribuída apenas ao amadurecimento na videira. Existem muitos segredos e rumores falsos sobre como cultivar tomates incríveis, mas aqui estão 13 dicas confiáveis de especialistas para ajudá-lo a cultivar as frutas mais doces possíveis.

Escolha as Melhores Variedades

Como todas as coisas vivas, a genética de uma planta determina o que ela vai produzir. Você não esperaria que um filhote de chihuahua crescesse para se tornar um Dogue Alemão de tamanho completo, e não pode esperar que uma variedade de tomate de pasta produza frutas extraordinariamente doces. Diferentes variedades de vegetais são criadas para usos únicos no jardim e na cozinha. Os tomates mais doces vêm de variedades de cereja e fatiadores que são criadas para alta concentração de açúcar nas frutas.

Não se preocupe; isso não significa que você precise de um tomate Frankenstein. O melhoramento tradicional de plantas ou hibridização não vem da modificação genética ou de OGMs. Em vez disso, essas variedades de sementes ultra-doces são cruzadas e selecionadas ao longo do tempo. É útil pensar em variedades de sementes como raças de cães. Um Pastor Australiano é criado para pastorear ovelhas, e um tomate ‘Pineapple Pole’ é criado por seu sabor frutado e doce em um fruto de laranja beefsteak.

Indeterminado vs. Determinado

Escolha variedades trepadeiras para rendimentos contínuos.

Antes de escolher sua variedade de tomate, considere como você quer que ela cresça. Os tipos trepadeiras, ou indeterminados, requerem um treliça para crescer para cima. Eles são ótimos para canteiros elevados, pois podem produzir abundantemente aproveitando o crescimento vertical. Os tipos trepadeiras também oferecem rendimentos contínuos ao longo da temporada, tornando-os ideais para lanches frescos e receitas.

Os tipos arbustivos, ou determinados, são mais robustos e arbustivos, ótimos para recipientes e espaços pequenos. Muitas vezes, ainda requerem uma gaiola de tomate para suporte. Esses tipos produzem todos os seus frutos em uma ou duas colheitas concentradas, o que é melhor para conservas ou preservação.

Cerejas vs. Fatiadores

Os fatiadores oferecem sabores complexos, perfeitos para pratos substanciais.

Em geral, os tomates cereja são os mais doces, e os fatiadores são os mais saborosos. As cerejas são frutas pequenas, de dois a três polegadas, criadas para serem consumidas frescas da videira. São ótimas para saladas, salsas e assados, mas muitos jardineiros as apreciam diretamente da videira.

As cerejas têm a maior acumulação de açúcares que explodem em sua boca quando você as morde. Esses pequenos lanches suculentos têm classificações Brix ultra-alta (até 10,5). O Brix é uma medida do conteúdo de açúcar dissolvido em uma planta. No caso do ‘Sun Gold’, os frutos têm cerca de 9,3% de açúcar.

As variedades de tomate cereja mais doces incluem:

– ‘Sun Gold:’ Este icônico tomate cereja laranja ultra-doce cresce em uma planta trepadeira.
– ‘Chocolate Cherry:’ Frutas de tons escuros não têm sabor de chocolate, mas são decadentemente doces.
– ‘Gardener’s Delight:’ Este herança alemã dos anos 1950 tem frutas extra doces em videiras vigorosas.
– ‘Artisan Bumble Bee Blend:’ Desfrute de uma mistura de frutas doces listradas em rosa, roxo e amarelo com um toque picante.

Enquanto as cerejas geralmente são as mais doces, os fatiadores têm o sabor mais complexo. Eles incluem perfis mais ricos de acidez, acidez, frutuosidade e sabores salgados com uma textura mais carnuda. A categoria de fatiadores inclui qualquer variedade de fruto grande, como beefsteaks e a maioria dos heranças. Eles são ideais para sanduíches, hambúrgueres, caprese e onde você precisa de uma fatia grande e grossa.

Os fatiadores mais saborosos incluem:

– ‘Cherokee Purple:’ Entre os heranças mais populares, esta variedade ganha regularmente testes de sabor por seu equilíbrio entre doçura e defumação.
– ‘Oxheart:’ Esses heranças únicos em forma de coração são densos e saborosos para assar.
– ‘Brandywine Blend:’ Esta mistura de frutas vermelhas e amarelas pode atingir até dois quilos cada uma com sabor clássico de tomate bem equilibrado.
– ‘Ace 55:’ Este tomate arbustivo tem um sabor fresco clássico e baixo teor de ácido.

Recomendo experimentar para encontrar suas cultivares favoritas. Você pode cultivar vários tipos diferentes em seu jardim! Ao contrário do milho e da abóbora, você não precisa se preocupar tanto com a polinização cruzada, pois as plantas geralmente se auto-polinizam.

Amadureça (Principalmente) na Videira

Para tomates saborosos, colha quando 50-70% maduros na videira.

O amadurecimento na videira é um segredo bem conhecido para tomates saborosos. As frutas de supermercado são colhidas verdes porque geralmente precisam ser transportadas e armazenadas por longos períodos. As frutas são então tratadas com gás etileno (um hormônio de amadurecimento de plantas) antes de serem colocadas nas prateleiras. Como elas não amadurecem na planta, essas frutas geralmente carecem de sabor.

No jardim, é obviamente melhor deixar suas frutas na planta até estarem prontas para a colheita. Isso garante que as frutas recebam toda a energia açucarada de que precisam da videira. A pesquisa até mostra que os tomates amadurecidos na videira têm mais licopeno e carotenos do que aqueles colhidos antes do estágio de “quebra de cor”.

O estágio de “quebra” é quando as frutas começam a mudar de cor. Os tomates amadurecem de baixo para cima. As partes superiores do fruto ainda podem parecer verdes, mas desde que a parte inferior tenha mudado de cor ou “corado”, o fruto já começou a produzir etileno. Neste ponto, eles concentraram os açúcares e hormônios de amadurecimento da planta. Eles podem ser colhidos com segurança e amadurecer completamente em sua bancada. Desde que um tomate atinja o estágio de quebra, ainda é considerado amadurecido na videira.

É um equívoco comum acreditar que você precisa deixar os tomates na planta até ficarem completamente vermelhos (ou roxos ou laranjas). No entanto, isso às vezes pode levar a um amadurecimento excessivo, causando uma textura pastosa e um sabor ácido estranho. Para o equilíbrio ideal de doçura e essência clássica do tomate, colha as frutas quando estiverem 50-70% maduras.

Plante em Pleno Sol

O sabor doce requer bastante sol.

No mundo das plantas, o sol significa açúcar. A fotossíntese é o processo de converter luz solar, água e dióxido de carbono em glicose. As plantas usam glicose para alimentar todas as principais funções de crescimento, incluindo a produção de frutas. Sem luz solar suficiente, as plantas não conseguem produzir glicose o suficiente para obter tomates doces e saborosos.

Os tomates precisam de um mínimo de seis a oito horas de luz solar direta todos os dias para prosperar. Plantas que crescem na sombra podem ter folhagem desbotada, poucas flores e poucos ou nenhum fruto. Em áreas com sol parcial, as plantas podem produzir frutas, mas estas podem não ser tão doces e de alta qualidade como os tomates cultivados ao sol.

Os tomates se originaram em regiões quentes e vibrantes da América Central e do Sul. Essas plantas se adaptaram ao longo de milhares de anos para se banhar sob o sol aberto. Sem luz solar suficiente, as folhas ficarão verde pálido ou amarelas. Isso acontece porque não há energia luminosa suficiente para alimentar a produção de clorofila, que é o pigmento verde dentro das folhas.

Se você notar folhas pálidas, crescimento lento e produção de frutas escassa, a luz provavelmente é o problema. A ausência de flores amarelas é outro sintoma chave de luz insuficiente. Sem flores, não haverá frutas!

Plante na parte mais brilhante do seu jardim. Os canteiros voltados para o sul são ideais porque recebem a maior quantidade de luz solar ao longo do dia. Os cultivadores do sul podem se safar com canteiros voltados para o leste que recebem predominantemente sol da manhã. A chave é manter as plantas de tomate longe de qualquer coisa que possa causar sombra significativa. Sua casa, galpão, cerca, árvores, arbustos ou edifícios vizinhos podem causar grandes problemas para os tomates se os sombrearem por uma grande parte do dia.

Forneça Umidade Consistente (Não Sub ou Super Regue)

Mantenha a umidade consistente para plantas de tomate saudáveis e sem estresse.

A umidade consistente é crucial para o sucesso com os tomates. Essas plantas não gostam de grandes flutuações de água. Mudanças drásticas de solo de ultra-úmido para ultra-seco podem causar problemas com podridão apical, rachaduras nos frutos e crescimento fraco. Todos nós gostamos de um pouco de previsibilidade, e suas plantas ficarão muito menos estressadas se tiverem acesso regular ao solo úmido. Menos estresse significa mais energia para canalizar em frutas doces!

Idealmente, o solo deve estar sempre próximo do nível de umidade de uma esponja torcida. Claro, pequenas flutuações são naturais, e as camadas superiores do solo secarão mais rapidamente em tempo quente. É por isso que a rega profunda é importante.

Rega Profunda vs. Superficial

Garanta um crescimento robusto das raízes saturando completamente os canteiros de tomate.

Rega profunda significa regar por mais tempo, mas com menos frequência. Em outras palavras, você deseja saturar completamente um canteiro de tomate ou recipiente por vários minutos para garantir que a água escorra 30-45 centímetros no solo.

Muitos jardineiros cometem o erro de regar frequentemente e superficialmente, o que apenas umedece os primeiros centímetros do solo. Isso pode prejudicar os sistemas radiculares e reduzir os rendimentos gerais no futuro. Você quer que as raízes alcancem profundamente no solo e formem robustas redes de raízes alimentadoras para coletar umidade e nutrientes ao longo de toda a temporada.

Melhores Tipos de Irrigação

Mantenha a umidade consistente, evitando molhar as folhas para tomates mais saudáveis.

Em média, uma planta de tomate frutífero precisa de uma a duas polegadas de água por semana. Irrigação por gotejamento, mangueiras porosas ou potes de argila olla são as opções ideais para regar. Aspersores e irrigação aérea não são recomendados porque molham as folhas, aumentando o risco de doenças foliares. Além disso, a maioria da água dos aspersores evapora ao sol ou não consegue encharcar a superfície do solo.

O solo consistentemente úmido produz plantas mais saudáveis e frutas mais doces, pois as videiras nunca enfrentam estresse hídrico. Você pode executar seu sistema de irrigação por cerca de 30 minutos a cada poucos dias, dependendo do clima e das condições. Sempre verifique o solo antes de regar e enfie a mão o suficiente para avaliar a umidade do solo em níveis mais profundos. Solo rico em composto e cobertura morta são muito úteis para reter a umidade no pico do verão.

Reduza a Água Pouco Antes da Colheita

Um déficit hídrico moderado antes da colheita aumenta efetivamente a doçura do tomate.

É um equívoco comum acreditar que menos água resultará em tomates mais doces. Isso é apenas parcialmente verdade. Suas plantas precisam de muita umidade consistente ao longo da maior parte da temporada de crescimento. O estresse hídrico pode reduzir drasticamente os rendimentos.

No entanto, você pode reduzir a água nos poucos dias que antecedem uma grande colheita. Isso é chamado de déficit hídrico (DH) e foi estudado extensivamente na literatura científica. Um déficit hídrico leve (cerca de 50-60% de redução de água) nos dias antes da colheita é mostrado para aumentar os açúcares e reduzir a acidez.

Portanto, dependendo da saúde da planta e das condições, reduzir a água logo antes da colheita pode aumentar a doçura da fruta e reduzir o risco de rachaduras. Você pode notar que uma tempestade de chuva forte às vezes pode estourar frutas totalmente maduras que permanecem na videira. Isso ocorre porque as células ficam sobresaturadas de água e racham. Embora não possamos mudar o clima, podemos evitar regar demais durante a fase de colheita.

Se suas plantas tiverem muitas frutas “coradas” que estão começando a amadurecer na videira, evite regar por dois a três dias para promover uma concentração de açúcares. Os tomates normalmente têm cerca de 95% de água, dependendo da variedade e das condições. Uma leve redução na irrigação pode promover frutas mais densas com maior teor de açúcar.

Lembre-se, isso não significa que você deve estressar suas plantas desidratando-as por